24 setembro 2010

Rosa de Hiroshima

Olá a todos, hoje na aula de Gilsa, teve a apresentação dos grupos restantes do trabalho sobre os poemas do livro, em uma das apresentações, no grupo de Marceline, falaram sobre a Música "Rosa de Hiroshima", que eu achei muito emocionante, nota 10 o trabalho delas, e eu gostaria que vocês refletissem um pouco mais sobre a música e também comentar, pois é uma música muito bonita e cheia de ironias, segue ela a baixo:


Rosa de Hiroshima

Vinicius de Moraes

Composição: João Apolinário / Gerson Conrradi
Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas
Mas, oh, não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica
Sem cor sem perfume
Sem rosa, sem nada

10 comentários:

  1. Gostei desse post Bruno ! Vinicius de Moraes mostra nesse poema uma critica há aquele fato que ocorreu lamentavelmente de forma sutil, com eufenismo.

    ResponderExcluir
  2. Gostei demais desse poema. Mostra a rosa que é uma coisa delicada demonstrando uma tragédia que foi a bomba que soltaram em Hiroshima. Achei interessante o jeito que o autor usou isso pra nos mostrar e nos fazer pensar, como ele mesmo diz no início do poema!!

    ResponderExcluir
  3. É, a forma que o autor usou o poema para nos mostrar a tragedia da bomba de hiroshima facilitou para o meu entendimento.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, eu simplismente amei esse poema. Ele nos faz pensar na tragédia que foi a bomba em Hiroshima. A rosa também representa como a cidade ficou frágio depois disso e o qual delicada foi a situação que viveu. Mas também representa a vida, que ainda era presente e que precisava de ausílio. Bom, foi isso tbm que eu achei.

    ResponderExcluir
  5. Maria Caroline Oliveira28 de setembro de 2010 23:11

    É incrível como Vinicius de Morais conseguiu transformar algo tão trágico, como a bomba de Hiroshima, em um poema tão delicado utilizando como recurso literário a metáfora.

    ResponderExcluir
  6. Achei muito interessante esse poema mesmo. Ele fala de uma forma simples e ao mesmo tempo, mostra a tragédia. A bomba de Hiroshima foi, realmente, algo muito destruidor. E o autor usou a linguagem de uma forma bem delicada representando algo bastante trágico.

    ResponderExcluir
  7. Esse poema fala de uma forma mais simples sobre o que foi a bomba de hiroshima e nos faz refletir o que ela causou, de uma forma mais delicada, através de recursos literários.

    ResponderExcluir
  8. Marcelynne Almeida4 de outubro de 2010 15:38

    Obrigada, Bruno!
    Esse poema, apesar de curto é bem profundo, um dos melhores do capítulo 'Solidariedade e Engajamento'. Mas o que fez a apresentação ser realmente boa foi o vídeo que apresentamos, com a voz de Ney Matogrosso. Ele chamou a atenção da turma, despertando em cada um exatamente o que Vinicius de Moraes queria que o leitor sentisse ao ler a poesia. E as imagens ajudaram bastante na apresentação do tema.
    Para quem quiser ver novamente o vídeo:
    http://www.youtube.com/watch?v=j11OYO0abGo&feature=fvsr

    ResponderExcluir
  9. O mais interessante dessa poesia, é que ele fala que tem que haver uma reflexão não só em relação a dor causada nas duas cidades do Japão, mas traz essa reflexão pro nosso dia-a-dia.. Pra gente pensar também nas crianças, mulheres, nas pessoas, em geral doentes, sem-teto, famintas que vemos todo dia, mas que passam despercebidas como se não fossem de nossa conta.

    ResponderExcluir
  10. interessante demais esse poema, pois como todos falaram né, mostra da tragedia que ocorreu em Hiroshima mas ao mesmo tempo ele transforma isso em um poema muito bonito, em que a rosa é como se fosse a bomba que fez acontecer esse desastre todo! Gostei muito,achei muito bonito

    ResponderExcluir