15 março 2010

Boa noite

Oi trambiqueiros, como estão?

Bom, primeiramente, queria que vocês dessem uma olhada no post anterior, que fala sobre a peça em cartaz no teatro Ariano Suassuna, Milagre Brasileiro.

Como foi pedido pela nossa professora Gilsa, hoje, queria que você deixasse o seu comentário sobre o texto Boa Noite, de Castro Alves. Irei postar um trecho do poema abaixo.

Boa Noite

[...]
Julieta do céu! Ouve... a calhandra
Já rumoreja o canto da matina.
Tu dizes que eu menti?... pois foi mentira...
... Quem cantou foi teu hálito, divina!

Se a estrela-d'alva os derradeiros raios
Derrama nos jardins do Capuleto,
Eu direi, me esquecendo d'alvorada:
"É noite ainda em teu cabelo preto..."

[...]

Bom trambiqueiros, por hoje e só, espero que vocês possam ir assistir a peça e que comentem sobre o texto postado hoje. Ah, como idéia de Danusa, poderiamos combinar de irmos todos juntos assistirem a peça algum dia desses em que ela ainda está em cartaz. 

Beijos mil :*

8 comentários:

  1. A minha visão do poema é de um texto lírico no qual do autor expõe o que ele está sentindo no momento em que ele tenta se despedir da amada. O texto lírico em que o autor expõe seus sentimentos sobre uma determinada paixão é chamado de lírica amorosa, o exemplo é esse texto de Castro Alves. Como é conhecido, Castro Alves é chamado também de O principe do romantismo pelos seus textos que contam com o lado sensual e também romântico. No texto boa noite, ele compara a amada com algumas personagens famosas de livros, que fizeram história, por serem belas mulheres e pelas suas histórias de amor.

    ResponderExcluir
  2. Neste poema o autor procura expor seu amor liricamente pela amada...Em algumas frases ele nos deixa entender que ela o provoca o tempo todo de forma sensual e meiga...E a poesia ja é diferente das mas antigas onde sempre o eu lirico ama uma mulher proibida,ou ela não sabe,ou ela não mostra o seu amor por ela e o poema sempre se mretrata na dor de não poder ter a amada ou na dúvida se ela realmente o ama

    Por:Lucas Alverga

    ResponderExcluir
  3. Muito bom, gente. Parabéns pelos comentários!

    ResponderExcluir
  4. Poesia lírica; manifesta as emoções e os sentimentos do sujeito e também o estado de espirito que ele se encontra. Em Boa Noite de Casro Alves, ele relata as emoções que teve numa certa noite junto de sua amada, relata de um modo apreensivo com medo de mostrar todos os acontecimentos daquela noite. Nós percebemos o grande amor e descontrole que ele sente quando está junto a ela, um amor intenso e sensivel, que o confunde, misturando a razão com a emoção, porque ele nem consegue se despedir, mesmo sabendo que é o certo ele ñ consegue se desfazer, e muito menos ela o deixa ir, sempre fazendo com que não a abandone, o deixando com mais desejo de permanecer.

    ResponderExcluir
  5. Poesia lírica. Esse poema trata muito da duvida do eu lirico entre a razão (o que se é mais correto fazer) e o coraçãoo (o que ele deseja fazer). Por suas palavras e expressões, nós, leitores, percebemos o quão é dificil "dar adeus" pra amada. Até porque ela torna essa despedida bastante dificil pra ele, pois ele a descreve de forma sensual, quase não resistindo ao seus 'encantos'. Ele tambem compara aquele momento ao de ROMEU E JULIETA. Isso, na minha opinião, trá sum ar mais romantico ao poema.

    ResponderExcluir
  6. Maria Caroline Oliveira18 de março de 2010 21:02

    O texto lírico é o que hoje chamamos de poema, e neste o eu lírico manifesta seus sentimentos em relação a amada. O poema é centrado apenas na voz do eu lírico, onde é mostrado a visão seu mundo particular com a amada, mas aponta também para um questão que atinge a maior parte da sociedade: a dúvida entre o desejo e a razão.
    O eu lírico também acaba utilizando a intertextualidade ao se referir a outras obras, e assim compara seu amor e desejo pela amada com o de outros personagens.

    ResponderExcluir
  7. O poema é um texto lírico, pois há a presença do eu lírico, que escreve sobre seus pensamentos, sentimentos por Maria.
    No poema há semelhanças com a tragédia “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare, mas em “Boa Noite”, o eu lírico e Maria são proibidos de ficar juntos porque são amantes, e em Romeu e Julieta, são proibidos por suas famílias, que são “rivais”. Outra diferença é que no poema de Shakespeare eles acabam morrendo, e no poema de Castro Alves eles se separam apenas porque a noite acabou, mas têm a certeza de que vão se encontrar novamente.

    ResponderExcluir
  8. thais nóbrega farias21 de março de 2010 23:01

    O poema tenta expressar o pensamento e o sentimentos que o eu lirico sente por Maria. E é atraves desse poema que ele tenta se expressar no momento de despedida de sua amada, no qual pra ele a sendo bastante dificil.. pelo que o poema nos mostra.. e se voce ler bem, como cecilia disse; ele compara com o ramance '' Romeu e Julieta''

    ResponderExcluir